Diálogo deliberativo do Instituto de Saúde de São Paulo e EVIPNet Brasil traz conversa sobre doença falciforme

05/07/2016 às 17h54 Compartilhar

O Instituto de Saúde de São Paulo, em parceria com a EVIPNet Brasil, em 29 de junho de 2016, realizou o diálogo deliberativo da síntese de evidências Melhorando a adesão ao tratamento em adolescentes com doença falciforme, em São Paulo – SP.

O trabalho faz parte dos projetos selecionados na Chamada Pública de Apoio a Projetos de Políticas Informadas por Evidências à metodologia EVIPNet de 2014. A Chamada escolheu dois trabalhos propostos pelo Instituto de Saúde de São Paulo, nos temas doença falciforme e desenvolvimento na primeira infância.

A doença falciforme é uma das doenças de origem genética mais comuns, e os portadores demandam uma série de cuidados de profilaxia e de tratamento, em especial em uma fase de transição na vida como é a adolescência. Nesse contexto, o diálogo deliberativo apresentou o problema de modo a facilitar a interação entre as partes envolvidas para incrementar o uso de evidências científicas na formulação de políticas e nas práticas de saúde do dia-a-dia.

Representantes da gestão, da comunidade acadêmica, e da sociedade civil participaram da conversa sobre o tema, seguindo a metodologia prescrita nas Ferramentas SUPPORT e a regra de Chatham House, que permite a divulgação do conteúdo, mas proíbe a identificação e afiliação dos participantes ao que foi falado.

Oportunamente, a EVIPNet Brasil divulgará o sumário do diálogo e a versão revisada da síntese de evidências.

O Instituto de Saúde de São Paulo possui, além dos grupos de trabalho selecionados na Chamada Pública EVIPNet, um Núcleo de Evidências ativo desde junho de 2015.

Fotos:

Destaques