MS e OPAS divulgam resultado da chamada pública para Resistência aos Antimicrobianos

13/03/2018 às 06h04 Compartilhar

Edital no valor de R$ 570 mil financiará estudos em ATS e PIE

O Ministério da Saúde (MS) e a Organização Pan Americana de Saúde (OPAS) divulgam hoje, 13/03, resultado da Chamada Pública para apoio a projetos de Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS) e de Políticas Informadas por Evidências (PIE) sobre Resistência aos Antimicrobianos.

Foram 50 propostas submetidas para ATS e 6 projetos para PIE, dos quais foram selecionadas 6 para ATS e 1 para PIE. As propostas foram avaliadas segundos os critérios estabelecidos na Chamada, atendendo às sete linhas de ação.

Os produtos de ATS serão entregues em 12 meses e compreendem: revisão sistemática (no valor de R$ 50 mil); e avaliação econômica de custo-efetividade (R$ 90 mil). Para PIE o período será maior, 15 meses, e contam com sínteses de evidências, sínteses de diálogos de políticas e resumo informativo, nos idiomas de português, inglês e espanhol (R$ 150 mil). No total o investimento será de R$ 570 mil nos sete estudos selecionados.

 

RESULTADO

Confira abaixo o resultado das propostas classificadas em ordem decrescente e por linha de ação.

Não houve proposta submetida para a linha 2 da chamada: Custo-efetividade sobre medidas de prevenção de microrganismos multirresistentes na comunidade. O segundo projeto melhor pontuado, independentemente da linha, foi selecionado em substituição. Desta forma, foram selecionadas2 propostas para a linha 4: Revisão Sistemática sobre as medidas mais eficazes/efetivas para a prevenção da resistência aos antimicrobianos no Brasil.

Mais informações nos endereços www.rebrats.saude.gov.br e www.brasil.evipnet.org.

 

 

Título Linha do edital Coordenador Instituição
Custo-efetividade de triagem, precauções de isolamento e cohorting para prevenção e controle da disseminação de Bacilos Gram-negativos multidroga-resistentes em serviços de saúde 1 – Custo-efetividade sobre medidas para a prevenção de microrganismos multirresistentes em ambientes relacionados à assistência à saúde. Ricardo de Souza Cavalcante Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (FAMESP)
Custo-efetividade do diagnóstico molecular comparado ao diagnóstico convencional para detecção rápida de cepas resistentes 3- Custo-efetividade do diagnóstico molecular comparado ao diagnóstico convencional para detecção rápida de cepas resistentes Astrid Wiens Souza Universidade Federal do Paraná
Impacto Populacional e Medidas de Controle de Staphylococcus aureus Resistente à Meticilina Associado à Comunidade (CA-MRSA):Experiência Brasileira e Panorama Global 4 -Revisão Sistemática sobre as medidas mais eficazes/efetivas para a prevenção da resistência aos antimicrobianos no Brasil Carlos Magno Castelo Branco Fortaleza Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (FAMESP)
Revisão Sistemática da Eficácia e Segurança de medidas para
prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico por Bacilos Gram
Negativos multirresistentes
4 – Revisão Sistemática sobre as medidas mais eficazes/efetivas para a prevenção da resistência aos antimicrobianos no Brasil Juliana Arruda de Matos Centro de Estudos e Pesquisa em Saúde
Coletiva (CEPESC)
Retratamentos com antivirais de ação direta em pacientes com Hepatite C com falha prévia a regimes interferon-free: uma revisão sistemática. 5 -Revisão sistemática sobre novas alternativas mais efetivas no tratamento de microrganismos resistentes. Dimas Alexandre Kliemann Hospital Nossa Senhora da Conceição
Prevalência de microorganismos resistentes no Brasil em diferentes ambientes: Revisão sistemática com uma abordagem meta-analítica 6- Revisão sistemática sobre a prevalência de microrganismos resistentes no meio ambiente brasileiro. Ulisses Ramos Montarroyos Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Pernambuco (FCM/UPE)
Políticas de Saúde Informadas por Evidências: atuando na prevenção e controle da resistência a antimicrobianos 7 – Síntese de evidências para políticas de saúde mais efetivas sobre estratégias de implementação de medidas de prevenção e controle de resistência aos antimicrobianos relacionadas à assistência à saúde/comunidade, diálogos deliberativos (DD) informados pela síntese de evidências produzida, síntese dos DD e Resumo Informativo – utilizando as ferramentas SUPporting POlicy relevant Reviews and Trials (SUPPORT) disponibilizado pela Rede EVIPNet Brasil Tereza Setsuko Toma Fundo Especial de Despesa do Instituto de Saúde de São Paulo

Por Fabiana Costa, do Decit/SCTIE/MS

 

 

 

 

Destaques