A Rede para Políticas Informadas por Evidências (Evidence-Informed Policy Network) – EVIPNet – promove o uso apropriado de evidências científicas no desenvolvimento e implementação das políticas para a saúde. Essa iniciativa proporciona o intercâmbio entre gestores, pesquisadores e representantes da sociedade civil, facilitando formulação e a implantação de políticas, e a gestão dos serviços e sistemas de saúde informados por evidências científicas.

 

No Brasil, a rede é coordenada pelo Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde. A  EVIPNet Brasil vem implementando e capacitando Núcleos de Evidências (NEv) para contribuir com o uso das melhores evidências científicas na elaboração, implantação e monitoramento de políticas nos diferentes níveis da organização pública. Os profissionais que trabalham nos NEv são capacitados para utilizar a ferramenta SUPPORT para políticas informadas por evidências.

 

Objetivo Geral da Rede EVIPNet

 

Estabelecer mecanismos para facilitar a utilização de produção científica na formulação e implementação de políticas de saúde.

 

Objetivos EVIPNet Brasil

 

- Institucionalizar o uso do conhecimento científico nos processos de tomada de decisão no âmbito do Sistema Único de Saúde – SUS;

- Desenvolver métodos e estratégias inovadoras na gestão da saúde;

- Fazer tradução do conhecimento;

- Propiciar cooperação técnica entre os países participantes da rede.

 

Secretaria Executiva

 

A Secretaria Executiva da EVIPNet Brasil é exercida pela Coordenação-Geral de Gestão do Conhecimento do Decit do Decit/SCTIE do Ministério da Saúde e tem como incumbências a gestão da rede e do seu plano de trabalho; a convocação de reuniões do Conselho Consultivo e a provisão de recursos para o plano de implantação do projeto.

 

Grupos de Trabalho

 

A EVIPNet Brasil conta com grupos de trabalho compostos por representantes de diferentes instituições e especialistas selecionados e convidados de acordo com o tema a ser desenvolvido. A principal atribuição dos grupos de trabalho é a produção das sínteses de evidências para políticas seguindo a metodologia definida pela EVIPNet. Os grupos de trabalho da EVIPNet Brasil produzem sínteses voltadas a temas prioritários estabelecidos pelo Conselho Consultivo, bem como aqueles definidos mediante a colaboração com o nível local de gestão do SUS. Os grupos de trabalho podem ser temporários ou permanentes e estabelecidos de acordo com o tema e subtema de trabalho.

 

Núcleos de evidências e estações da biblioteca virtual de saúde (NEv/EBVS)

 

A EVIPNet Brasil, em parceria com a OPAS/Bireme, vem implantando núcleos de evidências e estações da biblioteca virtual de saúde (NEv/EBVS) em municípios com o objetivo de subsidiar as tomadas de decisões dos gestores locais. Dentro dos NEv também podem ser constituídos grupos de trabalho. Para saber onde estão os NEv em atividade, clique aqui.

 

Sínteses de evidência

 

As sínteses de evidências para políticas são produtos elaborados pela rede EVIPNet com base nos métodos SUPPORT (Ferramentas para Políticas Informadas por Evidências), desenvolvidos para balizar a elaboração de políticas públicas informadas por evidências, e considerando contextos locais. A partir do uso das Ferramentas SUPPORT as melhores e mais relevantes evidências são extraídas e apresentadas para utilização pelos tomadores de decisão. Os textos produzidos são divulgados com linguagem e formato adequados de acordo com o público e mídias para fortalecer a capacidade de utilização do conhecimento científico na gestão do SUS.

 

Conselho Consultivo

 

A Portaria-MS 2363/2009, atualizada pela Portaria-MS 2001/2013, estabeleceu o Conselho Consultivo da EVIPNet Brasil, sob a responsabilidade do Decit/SCTIE/MS, com a seguinte composição:

- Ministério da Saúde/Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (MS/SCTIE);

- Ministério da Saúde/Secretaria de Atenção à Saúde (MS/SAS);

- Ministério da Saúde/Secretaria de Vigilância da Saúde (MS/SVS);

- Ministério da Saúde/Secretaria Executiva (MS/SE);

- Ministério da Saúde/Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa (MS/SGEP);

- Ministério da Saúde/Secretaria Especial de Saúde Indígena (MS/SESAI);

- Ministério da Saúde/Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES);

- Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS);

- Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (Bireme/OPAS/OMS);

- Conselho Nacional de Secretários da Saúde (CONASS);

- Conselho Nacional de Secretários Municipais da Saúde (CONASEMS);

- Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO);

- Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

 

O Conselho Consultivo tem como atribuições definidas pela Portaria propor temas, estabelecer prioridades, elaborar plano de trabalho, estabelecer metodologias, validar sumários executivos de evidências e avaliar resultados para aperfeiçoamento e sustentabilidade da rede.

As reuniões do Conselho Consultivo ocorrem duas vezes ao ano.

Destaques